Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

28
Nov15

Gosto sempre de vir ao blog dividir alguns dos ensinamentos que tento transpôr para a minha vida. E este é mais um deles. 

 

Quem já não se comparou com alguém ao nosso lado? Desde cedo que começamos este processo...talvez desde a infância, na creche, na nossa familia, na escola, na faculdade, no local de trabalho, ect.

 

Parece que se trata de algo que é instrínseco a nós. E talvez até seja, mas tem de ser algo trabalhado internamente para que isso não nos afecte. Nós mulheres, muitas das vezes olhamos para as outras e pensamos "ela é mais bonita do que eu, mais inteligente, mais simpática, mais bem sucedida profissionalmente!"

 

Mas, quando te comparas com outras pessoa, tu perdes! Sabes porquê? Porque estás a comparar um aspecto muito pequeno...estás a olhar apenas para uma faceta do diamante! Uma pessoa é um ser muito complexo e, acima de tudo, único.

 

Não é justo fazermos constantemente comparações que apenas nos enfraquecem e não nos permitem desenvolver pessoalmente.

O outro deve servir como referência. Ele pode ter aspectos que nos chamam a atenção e o processo mental que devemos colocar em prática deve ser: " Eu gostaria de trabalhar aqueles aspectos em mim!"

A isto se chama reconhecer as qualidades do outro e deixar que essa pessoa adicione algo de positivo na nossa vida.

 

Então quando te comparas com outra pessoa, tu irás perder sempre pois tu não estás a equacionar as qualidades e defeitos daquele ser. Tu apenas assumes que aquela pessoa tem qualidades muito superiores às tuas, e não passas daí. Trata-se de uma análise muito superficial, não achas?

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais comentados



Arquivo da Raki

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D