Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


15
Jan16

E viveram felizes para sempre?

by O cantinho da Raki

Esta é a frase típica do final de muitos filmes românticos. Já se tornou, inclusive, um cliché!

 

 

 

 

 

Na vida real, o que deveria de ser dito na grande maioria dos casos era "E ficaram juntos para sempre, trabalhando diáriamente na construção de um amor sólido!"

 

Nunca fui de acreditar em "contos de fadas", nem sequer de pensar que os casais vivem em permanente "estado de paixão". A vida encarrega-se de colocar os obstáculos necessários para testar esse amor que os une.

 

Tenho verificado que muitas são as pessoas que à primeira adversidade desistem, apagam por completo o que ficou para trás e guardam nas suas memórias somente os maus momentos. Penso que nos dias que correm, existe uma facilidade enorme para deixar de amar de um dia para o outro, e recomeçar novas relações de ânimo leve o mais rapidamente possível. A própria expressão "Amo-te" é utilizada tantas vezes sem sentimento algum associado. Na maioria das vezes, o que queremos dizer é simplesmente "gosto de ti".

 

Quero com isto dizer, que uma relação a dois tem imensos desafios. No entanto, depende do tamanho do desafio e da nossa capacidade de lidar com situações adversas. Isso sim irá determinar se somos realmente felizes na nossa relação ou não e se estamos dispostos a lutar.

 

Se eu acredito no amor? Sim, acredito. Mas o amor verdadeiro apenas se revela após grandes desafios propostos pela vida.

 

 

Eu tenho uma relação de 10 anos. Quando olho para trás e começo a relembrar tudo o que já vivi, fico com uma sensação de felicidade dentro do peito. Ele já não é aquele rapazola cujo jeito rebelde me despertou o interesse. E eu também já não sou a mesma miúda tímida de 16 anos. Somos dois adultos que se conhecem tão profundamente que apenas um olhar diz tudo. Mas acima de tudo, amo-o muito mais agora do que o amava quando o conheci.

 

E vivemos felizes sempre? Claro que não. Mas uma coisa é verdade, sempre tivemos a noção de que não seria fácil. Uma relação constrói-se. E isso leva tempo.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:18

28
Out15

O termo "pessoa tóxica" não é novidade. Ultimamente temos ouvido bastante, mas o que significa realmente?

 

Significa que existem pessoas cuja finalidade da sua vida se resume a "utilizar" os outros apenas para servirem interesses próprios. São geralmente pessoas vazias de sentimentos, que não sabem amar o próximo. Servem-se de várias identidades para se aproximarem e tentam perceber o comportamento do outro, a fim de conseguir adaptar o seu discurso e conduta.

 

Felizmente não tenho conhecido muitas pessoas assim, mas a algum tempo atrás a vida colocou-me à prova.

Desde o inicio fiquei a conhecer através de terceiros, o passado dúvidoso daquela pessoa. No entanto, o passado ficou lá atrás, e isso não quer dizer que a pessoa hoje seja igual. Decidi então dar o voto de confiança mas sempre atenta ao seu comportamento.

 

Dou graças a Deus por ser uma pessoa que tenta sempre estar atenta a tudo à minha volta! Graças a isso, pude perceber que tinha uma pessoa "tóxica" dentro da minha casa, no seio da minha familia!

 

Como me livrei de uma pessoa tóxica? Começei a procurar respostas para as questões que começavam a pairar na minha cabeça...e como quem procura acha, acabei por perceber rapidamente com quem estava a lidar.

 

Conclusão: uma pessoa que nem sequer conseguiu aprender com as experiências do passado, que continua a utilizar os outros e, que acima de tudo, é incapaz de amar! A mentira e a falsidade fazem parte do seu dia a dia.

 

A solução é mesmo afastar por completo esse tipo de pessoas. Deixei de falar com ela, nem sequer um simples "olá"! Eu quero que a minha vida esteja repleta de pessoas que pratiquem o bem e que acrescentem algo positivo.

 

Obrigado.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

21
Out15

Viver a Vida a Amar #Leitura do mês

by O cantinho da Raki

Começo este post com uma passagem do livro que me tocou bastante:

 

" Há quem faça de cada dia um dia verdadeiramente novo, renovado de esperança, de sonhos e, acima de tudo, de determinação em ser feliz."

 

Tomei o primeiro contacto com a escrita da Fátima Lopes através de uma amiga que me emprestou 2 livros. Gostei logo de imediato da sua escrita e do modo como aborda temas da vida real.

 

Considero que a Fátima Lopes possui, sem dúvida, o dom da palavra. Consegue chegar ao núcleo de questões que muitas das vezes são difícies de abordar, mesmo para apresentadores televisivos consagrados.

 

Este livro, porém, é bastante diferente dos restantes que a autora tem escrito. Tem um tom mais pessoal, sempre acompanhado com relatos da vida real de tantas pessoas. São ensinamentos que nos irão fazer refletir acerca das nossas própias vidas. Os milhares de testemunhos que a autora tem ouvido ao longo da sua vida profissional, geraram um impacto grande na sua vida pessoal. Fizeram-na questionar-se e o objectivo agora é que o leitor se questione a sí mesmo ao ler este livro.

 

É acima de tudo, um livro de fala sobre otimismo, amor e gratidão.

 

"Ser verdadeiramente positivo é ser capaz de fazer cada experiência menos boa da vida, uma oportunidade para evoluir"

 

Este é um livro para ler, acima de tudo se estivermos num momento mais delicado das nossas vidas. Um momento de incertezas e onde o medo pelo desconhecido nos afecta.

 

Não se trata de mais um livro de auto-ajuda, nada disso! É um livro que nos leva à conclusão de que a vida só pode ser vivida a amar e a ser amado. Só assim ela faz sentido.

 

E nós tantas vezes nos esquecemos disto no nosso dia a dia. O quotidiano atribulado não nos deixa ser nós mesmos, nem sequer ter tempo para refletir sobre as nossas vidas e sobre o que queremos fazer para realmente sermos felizes.

 

O que acontece na realidade, é que vivemos uma vida pautada pelo julgamento que os outros possam fazer de nós. Vivemos uma vida que não é a nossa.

 

A mudança que queremos para as nossas vidas só depende de nós! O otimismo irá ser o grande impulsionador de todas as minhas ações; deverei ser grato por todos os acontecimentos na minha vida pois são eles que têm feito de mim aquilo que sou hoje; por último, amar incondicionalmente e experimentar a felicidade de ser amado.

 

Obrigado a todos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:02

19
Abr15

O amor não acontece...constrói-se!

by O cantinho da Raki

 

amor.jpeg

 

Este é um tema delicado para se falar, mas dou por mim muitas vezes a pensar acerca do mesmo. E à medida que os anos vão passando e a minha relação amorosa evoluindo, vou tendo a sensação de que o amor constrói-se ao longo do tempo.

 

Ao contrário do que costumamos ouvir por aí, aquilo que acontece de facto, sem ninguém estar preparado é a paixão! Sim, esse sentimento avassalador que nos cega por completo e nos faz desejar a outra pessoa com tal intensidade.

 

Para a paixão, ninguém está de facto preparado. No fundo, nós não conhecemos a outra pessoa. Mas ela apresenta-se como um ser tão belo e único aos nossos olhos que fica dificil tirá-la das nossas mentes. Imaginamos momento intensos ao seu lado, imaginamos como irá ser o acordar ao seu lado e olhar para o seu rosto todos os dias. Ficamos a imaginar como será o seu beijo...o seu toque...a sua voz nos nossos ouvidos.

 

E então fechamos os olhos. E desejamos com todo o nosso coração que esses pensasmentos se tornem realidade. Porque acreditamos que a vida com essa pessoa irá ter outro sabor.

 

E é da mistura de desejo com a sensação do "desconhecido" que emerge uma chama que queima por dentro e nos faz tremer de cada vez que essa pessoa passa por nós.

 

O amor...o amor é um sentimento mais sólido! Ele vem da relação construida a dois, todos os dias. Ele brota de todas as discussões, de todas as desilusões, das incertezas e dos momento mais felizes. Ele é a prova de que apesar dos obstáculos, o casal permanece junto.

 

Permaneço junto da pessoa amada não só porque tenho um desejo incontrolável por ela, mas porque a conheço tão bem e partilho momentos tão marcantes da minha vida com a mesma.

 

O amor é sinónimo da maturidade de uma relação.

 

Sejam felizes!

Autoria e outros dados (tags, etc)

O dia de S. Valentim já passou mas ficam as memórias de um dia inesquecível! E para isso preparei um vídeo para vocês com os preparativos deste dia especial.

 

Mas para além disso, reservei o final deste vídeo para vos transmitir uma mensagem especial em relação ao verdadeiro significado deste dia.

 

Vamos ver?

 

 

E então meninas, gostaram?

 

Um bjinho carinhoso, e até ao próximo vídeo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


raki
Raquel Gonçalves

O Cantinho da Raki é um blog para todas as mulheres. Neste espaço encontrarão um pouco do meu mundo - do mundo de uma mulher como vocês. Sugestões de moda, beleza, decoração, apostando em produtos de uma ótima relação preço/qualidade.

Redes Sociais


Raki's on facebook


@Cantinho_da_Raki no Instagram


Parcerias

Image and video hosting by TinyPic



Arquivo da Raki

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D